Portugal O que Visitar

O que Visitar

O lugar óbvio para iniciar é a capital, Lisboa que, com os seus arredores, contém uma seleção de praticamente tudo o que o país tem para oferecer: monumentos históricos, praias soberbas, discotecas da moda e bairros tradicionais.

Para o norte, no Rio Douro, o Porto é a 2.ª cidade do país e para muitos o coração económico, também conhecido pelo Vinho do Porto.

Certamente bate a um ritmo mais rápido que o resto do país, mas a cidade, no entanto, mantém um excelente acolhimento a turistas, tipicamente portuguesa.

Estas são as 2 grandes cidades, mas em passado cultural e histórico também se reflete nas ditas menores, especialmente cidades universitárias, Coimbra e Évora, ou na primeira capital do país – Guimarães.

Outras cidades têm um interesse mais idiossincrático – em Fátima, tem um dos santuários católicos mais respeitados do mundo, Tomar foi sede da Ordem dos Templários.

Noutros lugares, alguns dos monumentos mais extraordinários do continente dominam cidades inteiras – mosteiros, abadias, conventos e locais de peregrinação de Mafra, Alcobaça, Batalha, Lamego.

Há também, na Estremadura, a floresta nacional icónica do Buçaco, os campos de esqui próximo da Covilhã e as várias rotas do vinho regional.

Portugal tem como símbolo turístico as praias, sendo as mais sedutoras no Algarve, onde ainda é possível escapar às multidões: nas ilhas à volta de Tavira e ao longo da costa oeste e norte de Sagres.

Outras menos desenvolvidas podem ser encontradas em toda a costa oeste de Portugal, a partir do Alentejo e Estremadura às tradicionais costas da Prata na Beira Litoral. No Norte o mar é decididamente mais frio.

O cenário mais dramático e verdejante do interior fica no norte em torno do desfiladeiro sensacional e vale do Rio Douro e nos parques naturais montanhosos da Serra da Estrela, Peneda-Gerês, Montesinho, Alvão e da Serra da Malcata.

Algumas aldeias rurais no norte Trás-os-Montes ainda vivem uma existência surpreendentemente tradicional enraizada na agricultura.

Finalmente, ao longo da fronteira com a Espanha poderá encontrar comunidades nas fronteiras fortificadas, desde Valença do Minho, no norte, a Mértola, no sul, a maioria com castelos fantásticos e pouco tocadas pelo turismo.