Área Metropolitana de Lisboa Lisboa Baixa e Rossio (Lisboa)

Baixa e Rossio (Lisboa)

É na visão neoclássica do Marquês de Pombal que vemos o primeiro grande exemplo de planeamento urbano da Europa, após o trágico terramoto de 1755. O sismo atingiu 8,7 na escala de Richter – a multidão foge em desespero para o porto de Lisboa, procurando segurança em campo aberto e três ondas gigantes atingem a zona ribeirinha.

Como não fosse o suficiente, a cidade sofre um enorme incêndio – por cinco dias. Um em cada três edifícios fica total ou parcialmente destruído – a Torre e o Mosteiro de Belém também foram danificados.

Após o terrível terramoto, o ministro do rei, Marquês de Pombal, dá ordem de “enterrar os mortos, alimentar os vivos e fechar os portos” – pragmaticamente restaurar a cidade.

Marquês de Pombal
Marquês de Pombal

Uma elite de engenheiros introduz novas técnicas de construção como a gaiola e estacaria pombalina (na baixa as fundações dos edifícios estão sob estacas em pinho verde – que ainda se mantêm).

A Baixa foi reerguida de acordo com os ideais de Pombal: simplicidade e economia. Ruas individuais foram atribuídas ao artesanato e comércio, moldadas por grandes edifícios públicos e praças espaçosas.

A reconstrução é dos primeiros exemplos de construção antissísmica, e todos os quarteirões teriam poços de águas para ajudar no combate a futuros incêndios.

A sul, no fim da Baixa, fica a Praça do Comércio que era o clímax do projeto do Pombal, rodeado por edifícios neoclássicos está a estátua de bronze de Dom José – o monarca reinante durante o terramoto e reconstrução.

  • Coordenadas: 38.70752,-9.136422

Ironicamente, a realeza terminou nesta específica praça. Em 1908, o Rei Carlos I, e o seu filho mais velho, foi baleado e morto abrindo caminho para a declaração da República – dois anos mais tarde.

Hoje em dia a praça é dos principais locais da cidade nas festividades do Ano Novo. No lado ocidental encontra a Lisboa Welcome Center que atua como o escritório de turismo, com café, lojas, restaurantes e salão de exposição.

A norte da raça descortina a pedonal Rua Augusta, marcada pelo enorme Arco da Rua Augusta – com figuras históricas como Viriato, Vasco da Gama e Nuno Álvares Pereira – e inclusive o próprio Marquês de Pombal. Pode subir ao Miradouro no topo do Arco por menos de três euros.

  • Coordenadas: 38.708445,-9.136824

Aquando de trabalhos de construção no Banco Comercial Português, na Rua dos Correeiros 9, foi revelado tanques romanos de preservação de peixes, sepultura cristã e cerâmica muçulmana.

Hoje em dia podem ser vistos a partir do pequeno Núcleo Arqueológico (gratuito).

  • Coordenadas: 38.709982,-9.137413