Alentejo Alentejo Central Vila Viçosa

Vila Viçosa

Vila Viçosa é uma povoação bonita, dominada inteiramente pelo palácio – autocarros de turistas descem sobre o palácio para uma visita rápida. Fica a cerca de 30 Km de Elvas (40 minutos de carro) e de Estremoz (meia hora pela N4 e N255), a 70 Km da principal cidade alentejana – Évora (uma hora de carro pela A6).

O Palácio Ducal em Estremoz  foi a última residência da monarquia portuguesa  – a Casa de Bragança governou até à fundação da República em 1910 e descende da filha de Nuno Alvares Pereira e do filho ilegítimo do Rei D. João I.

O edifício começou a ser construído em 1501 e já em meados do século XVI a fachada de mármore já se encontrava numa fase avançada de construção, numa altura em que eram apenas Duques de Bragança, mas claramente já era uma casa aristocrata de grande poder – subindo ao trono real no século XVII.

A Casa estabeleceu a sua sede em Estremoz no século XV. Com uma sumptuosa escolha de palácios – os mais famosos em Mafra, Sintra e Queluz – a casa de Bragança sempre teve um carinho especial por Vila Viçosa. Dom Carlos passou sua última noite aqui, antes do seu assassinato na frente ribeirinha de Lisboa.

Dom Carlos
Dom Carlos

A ampla praça, Terreiro do Paço, é a morada do Paço Ducal, que pode ser visto numa hora com guia, visitando a casa das armas, tesouraria, e a colecção de porcelana chinesa que também fazem parte do complexo.

Coordenadas: 38.782048,-7.421519

As fotografias de família estão penduradas nas paredes, e a mesa posta para o jantar: parece aguardar o retorno dos membros da realeza.

No tecto da Sala dos Tudescos estão uma bela série de quatros que representam família Bragança começando pelo Rei Dom João I e Nuno Álvares Pereira – obra encomendada por Rei Dom João V ao italiano Domenico Duprà, o pintor real.

Após a implantação da República a família real foi proibida de entrar em Portugal até 1950 – Dom Duarte nasceu na embaixada Portuguesa (1945), em Berna, Suíça, para garantir eventual direito de sucessão.