Início Açores Grupo Central Angra do Heroísmo – Ilha Terceira (Açores)

Angra do Heroísmo – Ilha Terceira (Açores)

 

A configuração renascentista de Angra do Heroísmo (http://www.cmah.pt/) recorda-nos que foi o centro de negociatas e tesouros, quer das Índias como do Novo Mundo.

Próximo da sua baía há cerca de 80 naufrágios, o mais antigo de 1543 – os tesouros que nos esconde são incalculáveis…

Foi a cidade mais importante nos Açores até ser usurpada por Ponta Delgada. Fica a meia hora do Aeroporto das Lajes.

No centro, tem a praça velha e a câmara municipal (século XIX) que tem dos melhores salões em Portugal. Está ligada ao período que levou à independência brasileira e à guerra civil portuguesa, com vários elementos deste período.

Por aqui passa a maior festa não religiosa dos Açores – Sanjoaninas (em finais de junho) – remontam ao século XVI. O Cortejo da Rainha das Festas dá o arranque que se prolonga por 1 semana – noites em que os terceirenses vivem com mais alegria.

Sanjoaninas

O tema diverge de ano para ano – ultimamente são recordados momentos em que a ilha teve papel preponderante na história portuguesa. Vários espetáculos, música e de interesse popular ocorrem, inclusive touradas à corda.

 

Visitar o Museu da Angra de Heroísmo

  • Coordenadas: 38.656801, -27.216585

Muito perto está o Museu da Angra de Heroísmo (Ladeira de São Francisco), no antigo Convento de São Francisco (século XVII). Com uma notável coleção náutica, militar e de belas-artes. Custa perto de 2 euros.

Igreja da Nossa Senhora da Guia

Tem acesso à Igreja da Nossa Senhora da Guia, onde está sepultado o irmão mais velho de Vasco da Gama que regressava da 1.ª viagem marítima à Índia (1499).

Na sua maior aventura, o jovem (29 anos) cavaleiro Vasco da Gama é escoltado pelo Paulo da Gama que comanda a Nau São Rafael. O anjo que era figura de proa da sua embarcação pode ser visto no Museu da Marinha em Belém.

Vasco da Gama ficou perturbadíssimo com a sua morte, pernoitando bastante tempo aqui antes de contar seu sucesso a Dom Manuel I – duma guarnição de cerca de 170 pessoas morreram 116…

  • Coordenadas: 38.656931, -27.215806

Ao lado do Convento, descobre o Hotel Cruzeiro (Rua Nova) – decoração original com os melhores quartos no centro.

 

Santíssimo Salvador da Sé

  • Coordenadas: 38.655839, -27.221072

A 500 metros, surge a Igreja Santíssimo Salvador da Sé. Fundada em 1570 com belos painéis do século XVI, estilo indo-português com jacarandá brasileira e marfim de baleia – o altar é de inícios do século XVIII.

Foi concluída em 1618, quando Angra estava sob domínio espanhol, de modo que também é influenciada pelo barroco espanhol. Sofreu com o sismo de 1980, e mais tarde se deu a derrocada da torre do lado direito. Posteriormente houve um incêndio – tudo que era talha dourada ardeu.

 

Palácio Bettencourt

  • Coordenadas: 38.654908, -27.221250

A 100 metros, na Rua da Rosa, fica o Palácio de Bettencourt (século XVII) de estilo barroco – acima do pórtico está o brasão da família (originários de Normandia e de Jehan de Béthencourt que iniciou a conquista das Canárias). É agora uma biblioteca.

O sobrinho de Jehan, cavaleiro hospitalário, residiu na ilha da Madeira e a dada altura vendeu as Canárias ao Infante Dom Henrique… Bom, os Bettencourt espalharam-se pelo atlântico.

O terceirense João de Bettencourt de Vasconcelos (cavaleiro da ordem de Cristo) apoiou a pretensão de Filipe II de Espanha. Por isto foi executado. No século XVII, outro João de Bettencourt será um dos líderes que restaura a independência portuguesa na ilha.Convento de São Gonçalo 

Do outro canto descortina o antigo Palácio Episcopal datado de 1544. Seguindo a Rua da Rosa, encontra os muros do Convento de São Gonçalo (1545) – Ordem de Santa Clara.

 

Palácio dos Capitães Generais

  • Coordenadas: 38.656805, -27.220472

Da Sé, são 300 metros pela Rua da Esperança até ao edifício Palácio dos Capitães Generais – antigo colégio jesuíta. Aberto a visitantes (custa dois euros) com um bonito jardim.

O governador da ilha modificou-o (século XVIII) e transformou-o num palácio. Dois reis ficaram aqui: Dom Pedro IV (1832) e Dom Carlos I (1901).

 

Jardim Duque da Terceira

  • Coordenadas: 38.656784, -27.219225

Continuando pela rua da Esperança verá o belo Jardim do Duque da Terceira (gratuito) em homenagem ao General António de Noronha – herói das guerras liberais. Dom Pedro V via-o como segundo pai.

O jardim é dotado duma beleza singular, árvores centenárias e formosas flores que nos inspiram.

Suba os degraus até ao íngreme Outeiro da Memória, conhecido como Alto da Memória, local da 1.ª fortaleza dos Açores (1474).

Como recompensa terá belas vistas de Angra e Monte Brasil. O enorme obelisco que emerge é uma homenagem a Dom Pedro IV (século XIX) – de clara influência maçónica.

1
2
3